sexta-feira, 8 de setembro de 2017

UMA VERDADEIRA ALTERNATIVA PARA O CONCELHO [de ALMODÔVAR]



Aproxima-se a data em que os Almodôvarenses depositarão em urna o seu voto de confiança nas candidaturas partidárias de sua eleição.

As candidaturas do Bloco de Esquerda aos órgãos autárquicos do concelho, assumem-se como Uma Verdadeira Alternativa, seja pelas propostas programáticas, pela coerência ideológica ou simplesmente por corporizar a rutura com a alternância de poder entre PS e PSD dos últimos ciclos autárquicos, e com as práticas abusivas ou no mínimo democraticamente duvidosas, comuns a quem se sente "à vontade" na governação.


Este é o manifesto programático que faremos chegar a todo o concelho e que vos damos a conhecer aqui, neste espaço:

 





quinta-feira, 27 de julho de 2017

Uso restrito de Água em Almodôvar






“Uso restrito de água em Almodôvar”

Em face das recentes notícias na comunicação social local e regional e à falta de reação do órgão soberano presidido pelo socialista António Bota, sobre a alegada restrição no uso de água no concelho, o Núcleo de Almodôvar do Bloco de Esquerda vem fazer o seguinte reparo:

A governação deste concelho, pelas mãos do atual presidente, iniciou com problemas de água, e terminará também com problemas de água!

Se no início do mandato socialista foi a segurança e qualidade deste bem vital que esteve em causa, quando foi detetada Legionela na rede de distribuição, a concretizar-se o que nos adiantam alguns canais de informação, o risco de faltar água nas torneiras dos almodovarenses é a pedra de toque no final deste ciclo autárquico.

O Bloco de Esquerda, sempre se mostrou relutante nos processos de privatização da água por entender que este, por ser um bem vital, deve ser garantido pelo estado, protegido da especulação e interesses privados. E assim se manifestou o seu deputado na Assembleia Municipal, eleito no mandato 2009-2013.

Porém, porque assim mandam os princípios democráticos da vontade maioritária, a sua força não foi a suficiente.

Em Almodôvar, o primeiro passo da passagem deste bem vital para gestão privada deu-se em agosto de 2009. Depois, em setembro do mesmo ano, o segundo passo foi dado quando o executivo camarário, à data titulado pelo Social-democrata António Sebastião, atribuiu à Águas Públicas do Alentejo (AgdA) a exploração e a gestão dos serviços públicos de abastecimento. O último passo foi dado em janeiro de 2011, quando a AgdA finalmente deu início à sua atividade no nosso concelho.

Com alguma pompa e circunstância, o presidente António Bota exibe as contas da água pagas e chama a si a honra de presidir o único município com saldo zero neste “arranjinho no negócio da água”. Talvez a ameaça de falta de água seja o prémio, para o esforço financeiro que os almodovarenses fazem, quando pagam as suas contas.

A força do Bloco faz a diferença, e em coerência com o seu posicionamento político, em Almodôvar propõem-se ser Uma Verdadeira Alternativa, para as questões da ÁGUA.


O Núcleo Concelhio do Bloco de Esquerda em Almodôvar, em 22 de Julho de 2017